Evento: ‘Privacidade, mercado e concorrência: perspectivas para a proteção de dados pessoais no Brasil’

Convidamos você a participar do evento “Privacidade, mercado e concorrência: perspectivas para a proteção de dados pessoais no Brasil”, que acontecerá no dia 18 de abril, quarta-feira, a partir das 08h30, na Faculdade de Direito da USP.

O debate é organizado por nosso sócio Vinicius Marques de Carvalho e pela professora Laura Schertel Mendes (UnB) e a participação é gratuita. Confira a programação anexa e a lista completa de palestrantes estará disponível em breve.

 

Participe do workshop “Leniência na CVM”

No dia 15 de março, nosso sócio Vinicius Marques de Carvalho participará do workshop “Leniência na CVM – Como funcionarão os acordos administrativos no mercado de capitais”, organizado pela Capital Aberto.

Vinicius será um dos convidados para o debate “Como superar as oportunidades perdidas e fazer da leniência um instrumento relevante para o mercado de capitais”.

Para saber mais e se inscrever, acesse o link: https://capitalaberto.com.br/produto/leniencia-na-cvm

Regulação e autorregulação no marketing de influência

Por Marcela e Amanda Langanke, publicado em fevereiro no Jota.

Na última semana, um vídeo publicado no canal da youtuber Jout Jout, no qual em ela comenta um livro infantil, viralizou nas redes sociais e alcançou, em cerca de uma semana, mais de 3 milhões de visualizações e milhares de compartilhamentos.

Dias depois da postagem, o livro, que chegara ao Brasil em 2013 e que, até então, passava longe de qualquer lista de best-sellers, chegou ao primeiro lugar dos mais vendidos da Amazon, ganhando, inclusive, nova edição pelo selo Companhia das Letrinhas. [+]

Economia Comportamental e Análise Antitruste: o Homo economicus de cara com o Homo sapiens

Artigo escrito por Vinicius Marques de Carvalho, Vitor Jardim M. Barbosa e Paula Pedigoni – publicado no Jota em janeiro de 2018

Um problema importante na teoria econômica tradicional é que os economistas descartam qualquer fator que não influenciaria o pensamento de uma pessoa racional. Mas infelizmente para a teoria, muitos fatores considerados irrelevantes importam. Os economistas criaram um problema para eles mesmos ao insistir em criaturas míticas conhecidas como Homo economicus. (…) Um Econ não compraria uma porção maior do que quer que seja que ele irá jantar na terça-feira porque estava com fome no domingo enquanto fazia as compras. A fome no domingo não deveria ser relevante para a escolha do tamanho da sua refeição na terça-feira. (…) Para um Econ, o preço pago em um item no passado não é relevante para a decisão de quanto comer hoje. Um Econ não esperaria ganhar um presente no dia em que, por acaso, nasceu ou se casou. Qual a diferença de uma data arbitrária? Na realidade, os Econs ficariam perplexos com a própria ideia de presentes, pois saberiam que dinheiro é o melhor presente possível, já que permite que a pessoa que recebe compre o que lhe é mais eficiente”.[1]

[+]

Seminário ILB: 5 anos da Lei de Defesa da Concorrência – Avanços e Desafios

No próximo dia 6 de dezembro, nosso sócio Vinicius Marques de Carvalho participa do Seminário ILB: 5 anos da Lei de Defesa da Concorrência – Avanços e Desafios, que acontece em Brasília. Vinicius é um dos convidados da mesa “Evolução histórica recente e o papel do Legislativo na implementação do sistema brasileiro de defesa da concorrência”. Mais informações sobre o evento e inscrições no link.